Seja bem-vindo. Hoje é

17 de julho de 2013

ASSALTANTES COM HISTÓRICO DE PASSAGENS PELA POLÍCIA SÃO NOVAMENTE DETIDOS








André saiu do presídio há menos de uma semana.

Fernando roubou a casa da própria irmã.
Tiago foi recolhido ao Case/Funase.
Cabo Albuquerque e Luciano.
      Os cabos Albuquerque e Leandro e o soldado Luciano da equipe Malhas da Lei Caruaru prenderam no final da manhã desta terça-feira (17), Fernando Souza Macedo, de 18 anos, residente na rua 42, Rendeiras; Tiago Clementino da Silva, vulgo “Piupiu”, de 20, que mora na rua Mário Pederneiras, Salgado; e André Soares dos Santos, vulgo “Bezerro”, de 18 anos, morador do sítio Mulungu, zona rural de Bezerros.

        O cabo Albuquerque informou que os acusados praticaram um arrombamento há duas semanas a casa do Fernando Souza e levaram uma televisão e um aparelho de som e no final de semana passado, chamaram mais uma vez o Fernando e foram até a casa da irmã dele, onde anunciaram o assalto e levaram uma câmera fotográfica, um notebook e um tablet. Parte dos objetos foram recuperados na casa do 4º integrante da quadrilha, que foi identificado como Jefferson Branco da Silva, de 20 anos, que mora na rua Copacabana, no bairro Cidade Jardim, que conseguiu fugir e é apontado como o chefe da quadrilha.

       O que chamou a atenção dos policiais foi o fato do Fernando está envolvido no arrombamento da própria casa e no assalto à casa da irmã, mas ele informou que foi obrigado pelos comparsas, pois ele teria uma dívida com os demais acusados, pelo fato de há alguns meses passados ter se responsabilizado a guardar um revólver e uma espingarda calibre 12 dos comparsas, porém se desfez das armas, por isso eles voltaram e exigiram a participação do dele no crime, mas a polícia não acredita na sua inocência.

       Dos quatro acusados, três já tiveram passagens pela polícia. Jefferson e Tiago pela Funase e André saiu do presídio na última quarta-feira (11), onde cumpriu pena por porte de arma.


           Apresentados no plantão da Delegacia Regional, a delegada de plantão não entendeu que houve um crime de receptação e enquadrou o grupo por assalto, só que como não caberia mais o flagrante, os acusados foram ouvidos e liberados. No entanto, Tiago foi encaminhado ao Case/ Funase, pois havia um mandado de busca e apreensão contra ele, por homicídio, assalto e tráfico de drogas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário